quarta-feira, agosto 30, 2006

Thir13en Ghosts




"13 Fantasmas"





Este filme é mais um da tentativa frustrada dos novos filmes de terror. Neste filme tinha muita coisa para ser um sucesso o argumento era fixe, a historia por detrás também é cativante e a caractrização dos fantasmas está excelente. Por isso não me ocorre onde o filme possa ter falhado. Tem um leque de actores até bastante reconhecido. Tony Shalhoub de filmes como MIB, Cars ou da serie Monk, temos a já trintona
Shannon Elizabeth de filmes como American Pie e Scary Movie, temos também Matthew Lillard o Shaggy do Scooby-Doo e do Scream. A historia começa logo num ferro-velho com o tio da personagem do Tony Shalhoub a querer capturar um fantasma, temos os feitiços, temos o sangue e temos a violencia, até tem as sequencias de suspanse. Para não contar o filme aconselho a ver nem que seja só para ver a mama da Shannon Elizabeth a saltar e a caractrização dos Fantasmas.


Bom: A caractrização dos fantasmas é linda e na versão DVD temos a explicação de que são os fantasmas e porque morreram o que para mim devia fazer parte do filme para poder dar um pouco mais de historia.

Mau: Não vejo muita coisa ruim no filme, penso que só mesmo a falta de alguma explicação.

Nota: 12

segunda-feira, agosto 28, 2006

Any Given Sunday





"Num Domingo Qualquer"








Mais um filme polemico de Oliver Stone que envolve a equipa dos Miami Sharks. Um filme cheio de emoção, dopagem, etc. Um filme recheado de estrelas como Al Pacino, Cameron Diaz, LL Cool J, Jamie Foxx, James Woods e Dennis Quaid! O filme conta tambem com a actuação de Lawrence Taylor um dos jogadores dos New York Giants que foi entrou no Hall Of Fame no ano deste filme. O filme inicia-se quando os Sharks estão de "ressaca" de conquistas desde que a Christina Pagniacci (Cameron Diaz) ficou com a equipa depois da morte de seu pai, o treinador Tony D'Amato (Al Pacino) ve-se entre mãos com um dilema após a lesão do seu principal quarterback num jogo do campeonato, após a lesão de Jack 'Cap' Rooney (Dennis Quaid) o treinador faz entrar Will Beamen (Jamie Foxx) que acaba sendo uma revelação. James Woods protagniza Dr. Harvey Mandrake que se encarrega de fazer com que os jogadores acabem os jogos e joguem bem nem que tenha de recorrer a dopagem ou a falseamento de Raio-X. LL Cool J faz o papel de Julian Washington o mercenario da equipa que não se preocupa com os resultados desde que ele faça os seus objectivos. Lawrence Taylor faz o papel de Luther "Shark" capitão dos defesas que tem entre mãos o sustento da sua familia e o perigo da sua saude.

Bom: O filme tem muita acção e muitos choques violentos de corpos humanos. Bons angulos de camera e é opinião minha que o argumento é bom.

Mau: O filme resume-se todo o caminho para a final e pelo menos na versão que eu vi ficamos sem saber se eles ganham a final nem se a perdem, um downfall do filme.

Nota:14

Serenity




"Serenity"




Uma passageira com um segredo mortal, seis rebeldes em fuga, uma força totalitarista e implacável em perseguição, uma nave cheia de pinta: aqui estam os ingredientes deste filme de ficção cientifica saído da mente de Joss Whedon, criador das séries "Buffy-caçadora de vampiros" (bosta de mamute) e "Angel" (bosta de brontossauro). Não tirem conclusões precipitadas, este filme tem qualidade e até consegue trazer algo de novo ao mundo da ficção cientifica.
Uma tripulação de rebeldes mercenários liderada por um ex-combatente (representado por Nathan Fillion, conhecido da série "Two guys and a girl") de uma guerra civil galáctica ajudam um jovem rapaz a salvar a sua irmã sem saberem o terrível segredo que a sua mente continha. Ao consciencializarem-se do grande interesse revelado pela força mais poderosa da galáxia, esta tripulação peculiar parte em busca da verdade por detrás dos seus novos passageiros. Muitos efeitos especiais e uma história misteriosa acompanham-nos durante todo o filme, que, aparentado ser de um relativo low budget, não deixa de ser agradável para quem gosta de naves e pistolas de plasma (como é o meu caso). Não é um GRANDE filme mas aguenta-se com orgulho. Se não estou enganado, há uma série na sic radical baseada nele.

O bom: Bons efeitos especiais, gostei especialmente da ultima batalha espacial muito ao estilo star wars, gostei do universo visual e do design das naves, não é cansativo e vê-se bem até ao fim.

O mau: As representações não são das melhores mas o argumento também não ajuda muito, fala-se demasiado na minha opinião. A história e a acção de algumas personagens são algo clichet.

Nota final: 13,5

sábado, agosto 26, 2006

Hitch




"Hitch"









Hitch é uma comédia romântica onde Alex Hitch (Will Smith) tem um emprego muito peculiar, é um....... aconselhador de sedução. Hitch ajuda aqueles homens menos afortunados, no que diz respeito a atrair o sexo oposto, a conseguir conquistar as mulheres dos seus sonhos.
No seu ultimo caso Hitch ajuda Albert (à esquerda na imagem) a engatar uma celebridade da qual ele é consultor financeiro. Ao acompanhar o caso de Albert, Hitch conhece uma mulher singular (Eva Mendez), cronista de um jornal "cor de rosa" pela qual se apaixona e passa a aplicar as suas próprias tecnicas de sedução. Do que ele não estava à espera é do efeito que a paixão tem sobre as suas acções. Um bom filme para ver com a namorada.

O bom: Funciona bem como comédia e como romance, boa condução do argumento e boa abordagem ao moral da história. O cu da Eva Mendez, boa representação de todos os actores principalmente de Kevin James (albert) e de Will Smith. Se procuras uma boa comédia garanto que não te vais aborrecer.

O mau: ................. não estou a ver nada de significativamente mau.

Nota Final: 19 (note-se que a nota é atribuida em relação à gategoria do filme -comédia/romance- seja como for é imperdível.)

À boleia pela galáxia




"The Hitchhikers guide to the galaxy"









"À boleia pela galáxia" é um filme do qual estava à espera de muito mais, pelo fantástico trailer que tinha visto. Conta a aventura de um comum humano inglês apanhado no meio de uma série de eventos incriveis a uma escala galáctica. Ele, e um grupo de estranhos estraterrestres (entre eles o presidente da galáxia) acompanhados por um robot maniaco-depressivo, partem à procura de um super-computador com a resposta para o significado da vida enquanto fogem de uma raça extraterrestre de burocratas zarolhos de nome Vogon. É uma adaptação de um livro cheio de humor britânico muito próprio com muito nonsense à mistura.

O bom: Conceito original, deslumbrantes efeitos visuais (do best mesmo) , o robot maniaco-depressivo. Boa representação do tipo que faz de presidente da galáxia (Sam Rockwell).

O mau: Muitas piadas pareceram-me velhas, esforçadas ou simplesmente sem graça, é um filme pequeno (ou pelo menos assim pareceu). Cheira-me que o livro saberia melhor.

Nota final: 12

sexta-feira, agosto 25, 2006

Pirates Of The Caribbean: Dead Man's Chest






"Piratas das Caraibas - O Cofre Do Homem Morto"











Uma excelente sequela dum grande filme que a meu ver está igual nivel do seu antecessor, produzido e realizado pelos mesmos do seu primeiro conta com todas as grandes actuações do primeiro juntando ao já vasto elenco de luxo nomes como Bill Nighy de "Love Actually" e de "Underworld" no papel de Davy Jones e Stellan Skarsgård no papel do pai de Will Turner.
Nesta sequela vemos o Capitão Jack Sparrow com um problema entre mãos, uma divida com Davy Jones que tem de ser saldada. Ficamos a conhecer o pai de Will que após afundar-se com o canhão (como é contado no primeiro) decide fazer um pacto com Davy Jones, Jack Sparrow inicia a busca do Cofre de Davy Jones que contem algo que lhe permetiria salvar a sua vida. Neste filme vemos tambem um excelente monstro intitulado "Kraken" que destroio todo o navio que apanha pela frente, temos também uma caractrização de personagens que combate com os esqueletos do primeiro filme, caractrizações tão boas que Bill Nighy tá praticamente inreconhecivel. Algumas personagens existentes no primeiro filme é lhe dada uma oportunidade de brilhar neste segundo. Após trazer a vida esqueletos no primeiro, Jerry Bruckheimer traz a vida o lendario "Flying Dutchman" um navio tão lendario como os piratas em si.

Bom: Está ao mesmo nivel do primeiro filme. Conta com uma banda sonora tão boa ou até melhor que a do primeiro filme.

Mau: Pena deixarem tanto suspanse para o ultimo filme, mas preve-se que tudo fique mesmo esplicado no ultimo filme da triologia

Nota Final: 19

Pirates Of The Caribbean: The Curse Of The Black Pearl



"Piratas das Caraibas - A Maldição da Perola Negra"







Um excelente filme de Gore Verbinski director de "The Ring" ou do "The Weather Man" com grandes estrelas no seu elenco como Orlando Bloom da Triologia "Lord Of The Rings" ou de "Kingdom Of Heaven" como Will Turner, Johnny Depp de grandes filmes como "Sleepy Hallow" ou "Fear And Loathing In Las Vegas" no papel de Jack Sparrow, Keira Kinghtley uma jovem actriz britanica que já entrou em filmes como "Love Actually" e "Star Wars - Episode I - The Phantom Menace" no papel de Elizabeth Swann, Geoffrey Rush o actor australiano de "The Tailor Of Panama" ou de "Misérables, Les" no papel de Captain Barbosa, Jack Davenport da popular serie "Coupling" no papel de Norrington e por fim Mackenzie Crook da popular serie "The Office" como Ragetti. No papel do produtor está o "Mr. Blockbuster" Jerry Bruckheimer que já nos habituou a grandes filmes como "Armageddon" e "Pearl Harbour" grandes series como "C.S.I." e "Without a Trace". A historia baseia-se a volta de Jack Sparrow o capitão da Perola Negra que após um motim é abandonado numa ilha deserta, iniciando assim a sua busca de vingança pelo pirata que lhe roubou o barco, o Capitão Barbosa que juntamente com o resto da sua tripulação estão amaldiçoados por um tesouro inca, Elizabeth Swann e Will Turner são uns jovem apaixonados que perseguem o seu desejo impossivel que se veem cara a cara com os terriveis piratas da Perola Negra que acabam por raptar Elizabeth. Will encarando a desgraça busca a ajuda de Jack tornando-se assim um furagido a lei e iniciam os dois a busca pela Perola Negra com Norrington no seu encalso. Um filme cheio de emoção e suspance com muita acção a mistura, faz muita gente regressar ao tempo de infancia quando todos nos tinhamos o sonho de ser pirata.

Bom: Os efeitos especiais são excelente a juntar a excelente interpretação dos actores e das suas personagem, é um filme que entretem-nos do principio ao fim do filme.

Mau:Não vejo qualquer lacuna no filme mostrando ser um grande filme!

Nota: 19

Versus





"Versus - O Confronto Final"






Versus e o chamado tipico filme oriental. Podemos caractrizar o filme como terror/comedia/sci-fi, pois a meu ver o filme abrange de tudo um pouco. A ideia base que podemos retirar do filme é a eterna batalha entre o bem e o mal, passa-se tudo a volta de uma floresta misteriosa e que todos os que morrem em seu redor são transformados em "zombies" por causa do poder da floresta. A rapariga cujo nome nunca descobrimos por muitas sejam as vezes que visionamos o filme tem como nome Chieko Misaka aparentemente uma atriz sem passado historico no ramo cinamatografico. O director do filme é Ryuhei Kitamura director de filmes como "Godzilla: Final Wars" ou "The Messenger - Requiem for the Dead". Fala-se de uma continuação deste filme este ano, um filme que se mantiver a mesma qualidade no seu antecessor será um filme a não perder!

Bom: As sequencias de luta são do que o oriente já nos anda habituando a muito tempo, as sequancias comicas deixam-nos praticamente sem folgo devido a estupides praticada por alguns dos seus actores. Com um fraco orçamento terem produzido um filme desta qualidade e um bom factor.

Mau:O fraco orçamento que aparentemente não permitiu contrar mais actores, pois nota-se que ao longo dos tempos os actores não mudam, estraga um pouco o filme e a constante troca do vilão para o heroi e vice-versa estraga um pouco a historia, mas nada muito relevante!

Nota final: 14

segunda-feira, agosto 21, 2006

Lord Of War





"O SENHOR DA GUERRA"








Baseado em factos reais, "Lord of War" ou "O senhor da Guerra" é um thriller intenso que tem como protagonista, entre outros grandes nomes, Nicolas Cage que faz o papel de Yuri Orlov, um modesto ucraniano a viver no tempo da guerra fria com os pais e o irmão numa zona pobre dos estados unidos.
A procura de uma vida melhor e um forte instinto empresarial fazem-no procurar dinheiro "fácil" no negócio da venda de armas onde rápidamente alcança grande sucesso, riqueza e contactos entre membros distintos do submundo . Um filme de emoções fortes que mostra uma realidade suja e cruel , onde nos é apresentado o "negócio da morte" da prespectiva de quem faz milhões com a guerra. A história de um homem em guerra com os seus principios, dono de riquezas astronómicas, popular, carismático que vive uma vida de sonho e que simultaneamente fornece armas a ditadores sádicos e crueis e alimenta genocídios e massacres onde morrem milhares de homens mulheres e crianças.
De salientar fica a moral da história, que nos mostra que o crime, por muito aliciante que pareça à primeira vista, é um fantasma que nos persegue por toda a vida acabando por nos consumir por dentro e a tirar o valor a tudo o que possamos eventualmente ganhar com ele.

O Bom: boas representações de todos os actores, excelente argumento, bons efeitos visuais. É também notável o bom trabalho de edição e direcção, bons diálogos e narrativas. De destacar a primeira cena onde é acompanhado o processo de construção de uma simples bala, a sua longa viagem pelo planeta e o seu uso - esta acaba na cabeça de uma criança em África.Foi um filme altamente satisfatório sem grandes falhas a nenhum nível, chocante q.b. e cativante do principio ao fim.

O Mau: Nada de realmente significativo.

Nota Final - 18,5